Genes elevam risco de câncer de pulmão em fumantes, diz estudo


Estudo relaciona variações genéticas a câncer em fumantes

Uma pesquisa realizada por equipes de diversos países identificou variações genéticas que aumentam o risco de câncer de pulmão para fumantes e ex-fumantes.

As três equipes de pesquisadores, que publicaram os estudos nas revistas Nature e Nature Genetics, apontaram duas áreas de variações no cromossomo 15.

Cada um dos grupos de pesquisa estudou o DNA de milhares de fumantes e ex-fumantes, mas cada um trabalhou com uma amostra diferente, apesar de todos os analisados serem de descendência européia.

As três equipes encontraram um padrão específico de variação genética em dois pontos do cromossomo 15 mais comum em pessoas que desenvolveram câncer de pulmão do que em pessoas que permaneceram saudáveis.

Fumantes ou ex-fumantes que têm as duas cópias das duas variantes, uma herdada do pai e outra da mãe, que são cerca de 15%, têm um aumento entre 70% e 80% do risco de desenvolver a doença.

Aqueles que têm apenas uma cópia de cada variante têm um aumento de cerca de 28% no risco de desenvolver câncer no pulmão.

Diferenças

As pesquisas diferem apenas na forma como as variantes influenciam o risco do desenvolvimento do câncer no pulmão.

A equipe da companhia islandesa deCODE Genetics – que realizou o maior dos estudos – afirmou que seu trabalho sugere que ter as variantes nos genes faz com que as pessoas fiquem mais viciadas em tabaco, uma vez que comecem a fumar. Isso aumenta o consumo e a probabilidade da doença.

Mas a equipe internacional de pesquisadores, que inclui cientistas do Instituto de Pesquisa do Câncer, da Universidade de Cambridge e da Universidade Johns Hopkins, de Baltimore (Estados Unidos), entre outras, afirmam que as variantes interagem diretamente com o tabaco para causar o câncer no pulmão.

Isso pode ocorrer devido ao aumento da probabilidade de a nicotina desencadear a divisão celular descontrolada que está associada ao câncer.

O professor Chris Amos, um dos autores de um dos estudos, da Universidade do Texas, afirmou que o câncer no pulmão tem muitas causas.

“Existem tantos compostos diferentes no tabaco que podem causar o câncer que é difícil separá-los, e nós ainda não compreendemos totalmente os mecanismos que causam o câncer no pulmão”, afirmou.

Lesley Walker, da instituição britânica Cancer Research UK, afirmou que “o fumo aumenta muito o risco de câncer no pulmão, causando nove em cada dez casos da doença”.

“Esta pesquisa nos diz que existem alguns fumantes que são ainda mais vulneráveis ao câncer no pulmão devido ao seu perfil genético”, acrescentou.

Fonte: BBBC Brasil – 03 de abril, 2008

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: