Fazer sentido ou não, eis a questão…

Tradução e adaptação de Luís Guerreiro (Consultor de Alimentação)

Existe uma dieta biologicamente correta para todos os seres humanos? Qual é essa dieta? Quando nascemos e vivemos numa época e numa sociedade em que uma dieta particular é a norma, pode ser muito difícil “engolir” uma forma de comer que seja diferente do que estamos habituados.

“Dê-me a verdade apesar de os céus poderem cair”. Desde a juventude, comecei a admirar “quem procura a verdade”, aqueles que queriam saber “a verdade real” independentemente das diversas formas expostas.

Tal indivíduo recentemente visitou a nossa cidade. O Dr. Douglas Graham veio desde Marathon, Florida para falar com pessoas de Atlanta em algumas lojas de alimentos naturais. Como todos os bons oradores, ele veio com uma mensagem: a saúde abundante pode ser sua. O Dr. Graham passou mais de duas décadas procurando fatos relativos à saúde vibrante.

Existe uma dieta biologicamente correta para todos os seres humanos? Qual é essa dieta? Quando nascemos e vivemos num momento numa sociedade em que uma dieta particular é a norma, pode ser muito difícil “engolir” uma forma de comer que seja diferente do que estamos habituados. Mas quando você perceber que uma dieta desnaturada pode encurtar e diminuir a sua qualidade de vida, e que comendo uma dieta mais natural pode ajudar você a ter melhor aspecto e sentir-se muito melhor do que está agora, não é necessário um esforço tremendo para se tornar mais saudável uma vez que você “entenda”. E o Dr. Doug Graham é bom para ajudar você a entender.

O Dr. Graham é um conselheiro de atletas mundiais e treinadores de todo o mundo. Ele tem formado profissionais e atletas olímpicos de quase todos os desportos, incluindo a lenda de tênis Martina Navratilova, o jogador profissional de basquete da NBA, Ronnie Grandison, o corredor de pista olímpica Doug Dickinson, assim como a equipe olímpica de Mergulho dos Estados Unidos , e a equipe de Cicloturismo Nacional norueguesa. Ele é o autor de The High Energy Diet, Perpetual Health, Nutrition and Athletic Performance, and Grain Damage. Estes livros não são enormes; mas vão direito ao ponto, são fáceis de entender e, sobretudo, quebram velhos mitos, mitos que perpetuam a falta de saúde.

Quando treina atletas, com o que o Dr. Graham teve o maior sucesso? Dormir suficiente/ sol / água / descanso, e uma dieta que é, completa, fresca, crua, madura, orgânica e à base de plantas. Seria diferente para alguém que não está fazendo treinamento para as Olimpíadas? Exceto para os que necessitem de menos calorias, não. O estilo do Dr. Graham de transmitir essa informação é muito esclarecedor e jovial, qualquer coisa menos-sufocante, e não deixa qualquer dúvida de que ele sabe do que fala. Ele faz sentido fora do não-senso (muito importante se alguém está condicionado em desfazer algo que não tenha sido no seu melhor interesse). Se você for matematicamente desafiado como eu estou, pode ter de ouvir alguma aritmética uma segunda vez, mas ela não é de modo nenhum ciência espacial. O seu corpo funciona melhor com certa proporção de gorduras para carboidratos e de proteínas, e há uma razão porque funciona melhor, e funciona melhor para todos. E a evidência empírica apóia isso.

O Dr. Graham verificou que uma dieta que consiste de cerca de 80% carboidratos, 10% de gorduras, e 10% de proteínas é muito saudável. A maior parte das pessoas consome uma menor quantidade de carboidratos e um montante proporcionalmente mais elevado de gordura. Ou eles evitam a gordura como a peste, não compreendendo que precisamos dela na nossa dieta, e que a gordura cozida é que é o vilão.

Donde vêm os carboidratos? Amidos como grãos? De jeito nenhum. Os grãos têm propriedades viciantes e contêm ácido fítico que faz com que o cálcio seja excretado na sua urina (um fator contribuinte para a osteoporose). A melhor (e mais deliciosa) fonte de carboidratos são frutas frescas! Todas as organizações relacionadas com saúde do planeta aconselham-nos a “comer mais frutas e legumes”; a maioria das pessoas certamente não come o suficiente. O Dr. Graham salienta que a forma de consumir alimentos mais saudáveis é um item por refeição, tudo o que desejar, até que você esteja satisfeito. Quando combinamos alimentos que são ricos em gordura e elevado teor de açúcar, a gordura pode interferir com a saída do açúcar do sangue e para dentro das células. Quando há excesso de açúcar no sangue por um período prolongado, um supercrescimento de levedura pode-se desenvolver de forma a lidar com o crescimento elevado desse açúcar no sangue. Conhece alguém com cândida? É facilmente evitado quando você respeitar o manual de manutenção do corpo humano, que diz, “Coma alimentos ricos em gordura e alimentos ricos em açúcares simples separadamente” (Há mais sobre o assunto da cândida como uma reposição da boa flora intestinal após tomar antibióticos, sem grandes preocupações,a cândida é facilmente resolvida – não há qualquer razão para tê-la por um período prolongado de tempo).

E o Dr. Graham traz boas notícias sobre uma dieta natural: Você pode comer mais! Alimentos saudáveis não são tão densos caloricamente como os seus homólogos cozinhados, à base de produtos animais, de modo a obter calorias suficientes, você deve comer alimentos suficientes. Se você gosta de comer, você vai adorar o aumento da quantidade enquanto você aumenta a qualidade da sua alimentação! E, em geral, uma dieta crua contém mais nutrientes do que uma cozida; cozinhar danifica, destrói, e a altera para pior muitos nutrientes (e sim, um tomate cozido tem mais licopeno do que um tomate cru, mas a quantidade de licopeno de um tomate cru é suficiente? Sugestão: sim. E, para um aspecto positivo de cozimento, quantos s aspectos negativos existem? Resposta: Muitos.)

E sobre o seu peso? Quando você estiver recebendo a nutrição que você precisa, você não terá “fome” de nutrientes (uma causa de comer demais). Quando você está comendo a quantidade de calorias que você precisa, e não mais, e as calorias são compostas de uma quantidade sã de carboidratos para a gordura consumida, você vai pesar o que estava destinado a pesar. Simples! Então porque há tantas pessoas obesas? Eles estão comendo muitas coisas não naturais, e insuficientes coisas saudáveis. Facilmente corrigido uma vez que você tenha os conhecimentos necessários. E o Dr. Graham ajuda a compreender esse conhecimento. E esses conhecimentos serão uma ferramenta poderosa, duradoura para ajudar você a reconquistar a vitalidade que você tinha quando era mais novo.

Se você pensa que perder a vitalidade com a idade é normal, é! Mas não é natural, e não tem de ser assim. A saúde vibrante é um produto da vida saudável. (E já agora, a prevenção de doenças não pode ocorrer simultaneamente quando as causas da doença estão presentes.)

Fonte: BENNET, Don – Sense and Nonsense – Consultado em 5 de maio de 2008

Don Bennett é Especialista de Prevenção de Doenças (DAS), conferencista e o Diretor do Instituto 101 de Saúde.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: