Naturalistas registram orangotango nadando e pescando

Jay Ullal
Símio atravessa o rio para colher frutos do outro lado

Um livro de fotografias a ser publicado neste mês de maio mostra imagens que surpreenderam a comunidade científica: nelas, orangotangos que habitam florestas equatoriais em Bornéu, na Indonésia, são vistos nadando e pescando.

Até recentemente, especialistas acreditavam que estes símios de braços longos, que compartilham 97% do seu DNA com os humanos, não eram capazes de nadar.

Mas a equipe de naturalistas e um fotógrafo por trás do lançamento capturou imagens dos orangotangos atravessando um rio a nado para colher frutos em uma reserva na ilha de Kaja, na parte sul de Bornéu, que pertence à Indonésia (o resto da ilha de Bornéu é dividido pela Malásia e ao sultanato de Brunei).

Os animais também são vistos caçando peixes com varetas antes de comê-los.

Segundo os autores do livro, estas e outras imagens demonstram que a espécie, tida como a segunda mais inteligente depois do homem, é capaz de criar e aprender.

O livro Thinkers of the Jungle – the Orangutan Report, de Gerd Schuster, Willie Smits e Jay Ullal, chega às lojas no dia 5 de maio.

Ele também documenta a destruição do habitat natural do orangotango para o cultivo do solo.

O holandês Willie Smits é um dos fundadores da Borneo Orangutan Survival Association, entidade que faz campanha pela proteção da espécie.

Especialistas calculam que a partir de 2010 não haverá mais orangotangos – habitantes das florestas de Bornéo e Sumatra – vivendo livres na natureza.

Fotos de Jay Ullal, do livro 'Thinkers of the Jungle'

Um livro de fotografias a ser publicado no início de maio mostra imagens que surpreenderam a comunidade científica: nelas, orangotangos que habitam florestas equatoriais nas ilhas de Bornéu são vistos nadando e pescando.
Fotos de Jay Ullal, tirada do livro 'Thinkers of the Jungle'

Até recentemente, especialistas acreditavam que estes símios de braços longos, que compartilham 97% do seu DNA com os humanos, não eram capazes de nadar. Acima, um dos orangotangos pesca com uma vara.
Foto Jay Ullal, tirada do livro 'Thinkers of the Jungle'

A equipe de naturalistas e um fotógrafo por trás do lançamento capturou imagens dos orangotangos atravessando um rio a nado para colher frutos em uma reserva na ilha de Kaja, em Bornéu. Acima, o cientista Willie Smits, pesquisador do projeto.
Foto Jay Ullal, tirada do livro 'Thinkers of the Jungle'

O holandês Willie Smits é um dos fundadores da Borneo Orangutan Survival Association em 1991, entidade que faz campanha pela proteção da espécie e sua história também está relatada no livro. Acima, um orangotango brincando com água.
Foto de Jay Ullal, tirada do livro Thinkers of the Jungle

Segundo os autores do livro, estas e outras imagens demonstram que a espécie, tida como a segunda mais inteligente depois do homem, é capaz de criar e aprender. Acima, um orangotango varrendo o chão.
Foto de Jay Ullal, tirada do livro 'Thinkers of the Jungle'

O livro também documenta a destruição do habitat natural do orangotango para o cultivo do solo. Especialistas calculam que a partir de 2010 não haverá mais orangotangos – habitantes das florestas de Bornéo e Sumatra – vivendo livres na natureza.

Fonte: BBC Brasil

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: